Gastronomia de mar Peniche e Nazaré

A herança gastronómica do Oeste remonta à fundação do reino e à sabedoria ancestral dos monges dos conventos e mosteiros da região, de onde se destacou a presença tutelar de Alcobaça, cuja tradição da doçaria conventual é referência



A gastronomia da região é variada: dos ricos pratos da “matança do porco”, ao cabrito no forno e ao coelho guisado com arroz, passando pelas célebres caldeiradas e os suculentos e fresquíssimos pargos e robalos de Peniche e da Nazaré, cozidos ou no forno, as enguias e amêijoas da lagoa de Óbidos e os mariscos dos viveiros de Porto de Barcas, onde, de entre outras iguarias, a lagosta da Costa Atlântica, “suada”, é um manjar único.

Doces paladares

Influência da cultura conventual, as trouxas, as lampreias de ovos e as cavacas das Caldas da Rainha, os pastéis de feijão de Torres Vedras ou os pães de Ló do Landal, Painho e Alfeizerão complementam os sabores da doçaria conventual de Alcobaça. A pêra rocha do Oeste e a maçã de Alcobaça são ex-líbris da região que alcançaram já certificação, e prestígio internacional.

Oeste à mesa

Durante os primeiros meses de 2012 o Oeste vai estar na mesa dos restaurantes da Região, em vários concursos de gastronomia promovidos pelos Municípios. Não deixe de provar os sabores do Oeste!

Aguardente da Lourinhã

Nos últimos 30 anos foi testada e confirmada a sua qualidade, a qual encontra paralelo, a nível europeu nas aguardentes francesas das regiões de Cognac e Armagnac.

Sanguinhal e vinhos de Alenquer

Companhia Agrícola do Sanguinhal www.vinhos-sanguinhal.pt.

Adega Mãe

Implantada em 4500 m2, este projecto do grupo Riberalves tem uma capacidade de produção de 1,2 milhões de litros por ano.


Google Analytics